Cultura

Zezé Motta e Josyara cantam “Um Índio” de Caetano Veloso, na 13ª edição do Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta e Josyara no Prêmio Trip Transformadores

Zezé Motta e Josyara no Prêmio Trip Transformadores

O Auditório Ibirapuera abriu suas portas na noite do dia 7 de novembro para receber a cerimônia de premiação dos homenageados da 13ª edição do Trip Transformadores.

O Trip Transformadores elege todos os anos, desde sua criação, em 2007, homens e mulheres com histórias inspiradoras e que usam seus talentos e sua visibilidade para defender e reverberar causas importantes para transformar o mundo. “O prêmio existe para celebrar pessoas que descobriram maneiras mais inteligentes e generosas de gastar o tempo na nossa breve passagem por este planeta”, afirma o editor e fundador da Trip, Paulo Lima.

08.11.2019


Espetáculo “Meus Cabelos de Baobá” ressalta a força do feminino

MEUS CABELOS DE BAOBÁMEUS CABELOS DE BAOBÁ

Nascido do  desejo de mostrar como as mulheres têm a capacidade de se reinventar através dos tempos, o espetáculo de teatro dança, “Meus Cabelos de Baobá”, fica em cartaz até 27 de outubro, sexta e sábado às 20h e domingos às 19h, no Teatro Municipal Ziembinski.  A história se desenvolve em torno de diálogos da Rainha Dandaluanda com o Baobá, árvore milenar de origem africana, que vai lhe ensinar valores africanos e despertar sua autoestima: primeiro, como menina; em seguida, como mulher e, finalmente, como rainha, consciente de sua beleza singular, de sua força ancestral e identidade negra.

A montagem que tem texto e atuação de Fernanda dias, direção de Vilma Melo, a primeira negra a ganhar o prêmio Shell na categoria de Melhor Atriz e no elenco Luiza Loroza, Ana Paula Black e Beà, apresenta a força do feminino onde os movimentos e os gestos, auxiliam na narrativa e na estética da encenação. Por meio de uma estética negra, o espetáculo valoriza a identidade negra feminina sua força e conexão com a ancestralidade de se reinventar.

“Podemos notar que no cenário cultural brasileiro os padrões e valores eurocêntricos dominam a cena. A ausência de uma estética negra, neste campo, ainda é uma ação recorrente. Trata-se de um conjunto de engrenagens que silencia de modo subliminar as mulheres, principalmente as mulheres negras”, afirma Fernanda Dias.

Inspirado em argumentos de Simone Ricco e textos da autora Conceição Evaristo, o objetivo deste espetáculo é trazer para a cena teatral uma estética que exponha a cultura da diáspora negra africana de maneira positiva, para que esta seja reveladora e que o não dito venha à tona. Deste modo, o espectador tem a possibilidade de perceber o que está por trás do que vê.

O Teatro Municipal Ziembinski fica localizado na Rua Urbano Duarte, número 30, Tijuca, Rio de Janeiro. A entrada custa R$ 30 inteira e R$ 15 meia.

SERVIÇO:

Meus Cabelos de Baobá

Local: Teatro Municipal Ziembinsk

Endereço: Rua Urbano Duarte, número 30, Tijuca, Rio de Janeiro

Temporada: de 05 de outubro até 27 de outubro

Horário: Sextas, sábados às 20h e domingos às 19h

Ingresso: R$ 30 inteira e R$ 15 meia.

Classificação: 16 anos

Duração: 50 minutos

 

 

 

21.10.2019


Zezé Motta se apresenta na Praça do Povo, em São Paulo

Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação Zezé Motta no show Oba, Lá Vem Elas, Trip Transformadores | Foto: divulgação

Luedji Luna, Mariana Aydar, Ana Canas, Emanuelle Araújo, Márcia Castro e Zezé Motta Márcia Castro e Zezé Motta Luedji Luna, Mariana Aydar, Ana Canas, Emanuelle Araújo, Márcia Castro e Zezé Motta

Luedji Luna e Zezé Motta

A atriz e cantora se apresentou no último domingo, 13, em show na Praça do Povo, na cidade de São Paulo, onde cantou as músicas (Xica da Silva) e (Chove Chuva), ambas de Jorge Ben Jor, o grande homenageado do Tributo Oba, la vem elas, promovido pela Revista Trip. No palco passaram Luedji Luna, Márcia Castro, Emanuelle Araújo, Ana Cañas e Negra Li.

16.10.2019


Zezé Motta em tela assinada por Marcela Meirelles, de Bagé-RS

Zezé Motta

10.10.2019


Zezé Motta no Personagem ‘Crioula’em A Serpente

Zezé Motta e Marco Nanini no Filme A Serpente

Vejam que relíquia! Zezé Motta (Crioula) e Marco Nanini (Paulo) no filme ‘A Serpente”, 1992, de Nelson Rodrigues.

A história: Casamento de Paulo e Guida, Décio e Lígia. Além do padre, o pai das noivas é a única pessoa que assiste à cerimônia. Os dois casais passam a lua-de-mel no apartamento, presente do pai das noivas. Passam a viver ali… Apenas uma parede separando as intimidades dos dois casais. Lua-de-mel. Paulo e Guida se amando. Sensualidade. Do outro lado da parede…


Oba! Lá vem elas

Zezé Motta

Para abrir o Trip Transformadores deste ano, a TRIP reuniu mulheres incríveis para homenagear Jorge Ben Jor, com versões inéditas das composições que marcaram gerações e colocaram milhares de brasileiros pra dançar ao longo dos anos.

Há 13 anos,o Trip Transformadores mostra que tem, sim, um monte de gente a fim, focada e trabalhando sério para fazer diferente, sair do automático e deixar a realidade melhor para todo mundo. Mais do que homenagear quem trabalha pelo coletivo, o Trip Transformadores é um movimento que busca despertar e mobilizar pessoas para construção de um futuro mais humano, inteligente e equilibrado. E uma das formas mais genuínas de promover essa integração é por meio da música, que está presente em todos os eventos, debates e premiações.

Acreditamos na força das pessoas e temos certeza que só vai ficar bom para alguém quando estiver bom para todo mundo. Vem com a gente?

Vai lá: 13 de outubro | ENTRADA GRATUITA
Local: Parque do Povo
Produção artística: Guizado


Patrocínio: Grupo Boticário / IBM Brasil
Copatrocínio: GOL Linhas Aéreas / Cervejaria Ambev
Apoio: AlmapBBDO / Academia de Filmes/ Update or Die/ Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente SP

Local

Parque do Povo
Av. Henrique Chamma, 420 – Itaim Bibi

08.10.2019