Retratos da minha vida

Zezé Motta e Ruth de Souza em Corpo a Corpo, em 1984

Zezé Motta em Corpo a Corpo, em 1984

Zezé Motta em Corpo a Corpo, em 1984

18.05.2020


Norton Nascimento, Isabel Fillardis, Zezé Motta e Lui Mendes em 1995

Norton Nascimento, Isabel Fillardis, Zezé Motta e Lui Mendes faziam parte da família negra de classe média de "A próxima vítima", de Silvio de Abreu Foto: Arquivo / O Globo

Norton Nascimento, Isabel Fillardis, Zezé Motta e Lui Mendes faziam parte da família negra de classe média de “A próxima vítima”, de Silvio de Abreu Foto: Arquivo / O Globo


Zezé Motta em ensaio nos anos 90

Zezé Motta


No Empire State Building, em NYC

Zezé Motta no New York Post (1)

Zezé Motta no New York Post (1)

Meu #tbt de hoje é sobre a minha segunda vez em NYC, dessa vez com uns trocados a mais pois a minha primeira vez na Big Apple foi em 1969, e não tinha grana nem para uma lembrancinha, fui fazer teatro. A foto acima foi em 1981, no alto do Empire State Building, fui lá para divulgar o filme Xica da Silva e também me apresentar em algumas casas de shows, entre elas o Sound Of Brazil, e acreditem se quiser o jornal New York Post escreveu: “Zezé Motta é a Perfeita Mulher Nota 10”. Aqui no Brasil, a Revista Manchete ao saber disso escreveu “Zezé, a irresistível”. Entre o final dos anos 70 e início dos anos 80 eu rodei mais de 16 países, ou pra divulgar o filme ou cantando. Todas as minhas viagens internacionais quem me levou foi a minha profissão. Seja cantora, seja atriz, e tenho muito, mas muito orgulho disso. E vocês, se orgulham também da profissão que exercem? Axé meu povo, muito prazer, Zezé. 

21.04.2020


Zezé Motta e Gal Costa

Zeze Motta e Gal Costa

06.04.2020


A sensualidade de Zezé Motta nos anos 70

Zezé Motta

31.03.2020