Cuba, em 1979

Guilherme Araújo (alto à esquerda), Zezé Motta, J. Moraes, Regina, Simone, Gonzaguinha, Fredera, Paulinho Nogueira, Marieta Severo, Djavan, Walter Franco, Chico Buarque e Nelson Ayres no embarque para Cuba, em 1979.

Essa foto tem uma longa história… Estava eu em casa, o ano era 1979, havia acabado de chegar de uma gravação, e do outro lado da linha era o Chico Buarque me convidando pra ir pra Cuba, em plena ditadura, – na época não havia nenhum apoio diplomático entre Brasil e Cuba -, era proibido inclusive de irmos pra lá, etc… Enfim, na hora – sem pensar -, eu disse sim! Lá fui eu correndo arrumar malas, iríamos ficar 15 dias. O convite era para eu participar de um festival muito importante que envolvia todo tipo de arte, fui convidada para cantar. Eu, Gonzaguinha, Simone (cantora), meu amado Djavan, minha querida Marieta Severo foi com Chico… Foi um momento histórico na minha vida. E ai lá fui eu cantar. Uma lembrança que eu tenho é que eu cantava uma música pra Oxum, e era uma fase em que eu estava muito ligada as religiões de Raízes Africanas. Na hora que eu cantava pra Oxum, eu meio que ficava possuída a ponto de rolar no chão, e isso chocava muito o público, lembro que a minha saudosa amiga Violeta, quando me viu fazendo essa cena em um festival na França, ela também ficou chocada. Eu ficava muito entregue… Tem um lado de mistura da atriz com a cantora… Eu soube que o Chico ficou muito espantado também. Isso é a incorporação! Foi uma fase, assim como ter feito inúmeras novelas, séries e filmes onde vivia um personagem ligada a religiões africanas. Voltando a foto, na volta, foi uma loucura. Tivemos que pegar um avião do Fidel Castro até a Jamaica, e da Jamaica conseguimos ir pro Brasil. Eu queria voltar antes pro Brasil, estava com show, gravação e um monte compromisso pra cumprir, mas o Chico não quis deixar ninguém voltar sozinho, e pediu que voltássemos todos juntos, pois o Figueiredo estava mandando prender todo mundo. #RetratosdaMinhaVida