Dia da Consciência Negra: dia de relembrar e celebrar o porquê nós SOMOS

Zezé Motta. Credito Nana Moraes

Brasil: O país com a maior população negra fora do continente africano.
O dia 20 de novembro marca a luta dos movimentos sociais contra o racismo.
A data, dia da morte física de Zumbi dos palmares, líder do maior quilombo brasileiro, que com sua sabedoria de vida organizou um coletivo em busca de liberdade e dignidade para os seus, hoje é celebrada como símbolo de resistência e orgulho pela história e pelo que representa até hoje. Até hoje…
Celebrar o dia 20 de novembro, é ter no corpo e na memória a luta dos nossos ancestrais. É fazer valer toda resiliência e, acima de tudo, é festejar nossa vida, nosso presente e nosso futuro.
Somos gigantes porque nossa natureza é milenar.
Celebramos porque a nossa cultura é de alegria, é de cuidado e escuta com nossos mais velhos, é de amor aos mais novos e de respeito aos que estão no plano ancestral.
Ter memória é não repetir o erro.
Ter memória é saber que um amanhã ainda há de vir pra ser melhor.
Ter memória é não aceitar o que nos é imposto.
Ter memória é saber que nossa dor existe, mas podemos e faremos muito melhor.
Dia da consciência negra.
Dia de relembrar e celebrar o porquê nós SOMOS.

 

por: Iane de Jesus