Wickbold exalta mulheres em campanha para “nutrir” força feminina

Zezé Motta campanha Wickbold

Zezé Motta campanha Wickbold

Zezé Motta campanha Wickbold

A Wickbold, empresa brasileira do segmento de pães especiais e saudáveis, apresenta a campanha digital “Nutrimos Sua Força”.

Ela é inspirada na linha Wickbold+, linha de pães funcionais que tem como base as principais necessidades da mulher.

A ação nas redes sociais da fabricante tem como objetivo exaltar a força feminina, por meio do reconhecimento de seus múltiplos esforços.

A ação, criada pela Execution, conta com o casting de influencers da agência especializada MField. São três pilares principais: exaltar, que levanta o assunto de igualdade de gênero; dividir, com receitas e momentos em família para enfatizar como as tarefas devem ser realizadas de forma igualitária; e ampliar, para abrir uma conversa com o público e apresentar os atributos da linha.

Segundo Denise Pacheco, coordenadora de marketing da companhia, o propósito é nutrir valores importantes da rotina dos consumidores. “A nossa responsabilidade é inovar em busca da evolução nutricional. Além de um portfólio diversificado, também propomos pilares de diversidade, dentro e fora da companhia. Queremos contribuir com todas as mulheres brasileiras ao levar força para os desafios diários, bem-estar para uma mente tranquila e vitalidade para aproveitar o melhor da vida”, diz.

A primeira etapa da ação é o Desafio Mulheres Fortes e a segunda é o Lanche em Família. No primeiro participam Lela BrandãoPaola AntoniniZezé Motta e Tali Ramos.

Até sexta (28), uma influenciadora desafia a próxima a responder à pergunta: “o que alimenta minha força?”. A ideia é que elas deem início a uma corrente do bem nas redes sociais e compartilhem sua história pessoal para inspirar outras mulheres.

Na segunda, participam ShantalFamília Quilombo e Gabriela Prioli. De 30 de agosto a 4 de setembro, a marca faz lives com receitas e enfatiza a importância da divisão de tarefas. As três famílias de influenciadores digitais vão abordar as relações quanto o bem-estar, principalmente, em um período de quarentena.

Os participantes vão preparar um lanche funcional em família e conversar sobre como é importante dividir tarefas por igual no lar, sem que a mulher tenha uma sobrecarga de trabalho.

FICHA TÉCNICA
Execution
Diretor de Arte: Wagner Santana
Planejamento: Aline Valério
Mídia Planner: Bianca Gomes
Client Partner Director: Erika de Castro Neves
Roteiro e Redação: Guilherme Market
Edição Filme: Ismar Soares e Ester Rossoni
Wickbold
Coordenadora de Marketing: Denise Pacheco
Analista de Marketing: Fernando Morais
Diretor Geral: Pedro Wickbold

09.09.2020


Zezé Motta nos anos 80: turbante é resistência

Zezé Motta

Zezé Motta anos 80 | Autor/Foto: Desconhecido

08.09.2020


Luiza Brunet, Paula Burlamaqui, Zezé Mota e Cristiana Oliveira em especial para o Yahoo Brasil

Luiza Brunet, Paula Burlamaqui, Zezé Mota e Cristiana Oliveira

Luiza Brunet, Paula Burlamaqui, Zezé Mota e Cristiana Oliveira

 

Confira aqui: https://youtu.be/myIWMTU09BQ

27.08.2020


A voz de Úrsula em A Pequena Sereia

Zezé Motta em A Pequena Sereia

Quem aqui é da década de 90? Possivelmente você já deve ter visto o filme “A Pequena Sereia”, e nele escutado a voz de Zezé Motta, que emprestou seu timbre dublando a malvada personagem Úrsula. O filme da @disney foi exibido no Brasil em 16 de janeiro de 1998 e ganhou 2 Oscars. Ter emprestado sua voz para este grande sucesso, eternizou mais ainda o contralto de Zezé. “Foi uma experiencia fantástica”, disse ela… A imagem (acima) foi uma homenagem do @editss4fans – amamos!

Por(EquipeZZM)

 

27.08.2020


Zezé Motta por Editss4fans

Zezé Motta editss4fans

Arte/Homenagem por Jéssica Christina

27.08.2020


Eu faço arte porque nasci com esse dom

Zezé Motta

Eu faço arte porque nasci com esse dom. Mas não sei como dou conta, porque vivo no mundo da lua. Sou canceriana, regida pela lua. Teve uma época em que isso me incomodava, mas descobri que esse estar no mundo da lua me relaxa. É uma forma de dar conta do recado. Faço 200 coisas ao mesmo tempo. Quando as pessoas perguntam se as coisas melhoraram, digo que sim, mas que ainda temos muita luta pela frente. O que me anima é perceber hoje que a maioria dos negros brasileiros têm o orgulho de ser negro, andam de cabeça erguida e não aceitam discriminação. Axé meu povo! (Zezé Motta)

27.08.2020