Zezé Motta canta Assis Valente

Assis Valente foi bem sucedido em sua missão de subir para o andar de cima. Suicidou-se no dia 10 de março de 1958, a poucos dias de completar 47 anos, ao tomar guaraná com formicida, no Rio de Janeiro. Antes já havia despencado do Corcovado e salvo por uma árvore. Dizem os historiadores que vivia muito triste, afundado em dívidas e insatisfeito com suas desilusões amorosas.

Autor de clássicos como Brasil Pandeiro, o baiano tinha em Carmem Miranda uma de suas principais intérpretes. Deixou para humanidade pérolas, como “E o mundo não se acabou”, “Camisa Listada”, “Boas Festas” e “Fez bobagem”, aqui abaixo na voz de Zezé Motta:  http://www.otempo.com.br/blogs/sala-de-recepcao-a-casa-do-samba-19.156/a-falta-de-assis-valente-19.241229 

Assis Valente

 

10.03.2014


Zezé Motta em Águia na Cabeça: 1984

O braço direito de um senador, ligado ao jogo do bicho, resolve assassiná-lo para tomar seu lugar. Porém toda a estrutura de poder pode ruir devido à existência de uma testemunha do crime. Dirigido por Paulo Thiago (Poeta de Sete Faces) e com Nuno Leal Maia, Hugo Carvana, Chico Diaz, Zezé Motta e Wilson Grey no elenco.

Zezé Motta em Águia na Cabeça

Ficha Técnica:

Título Original: Águia na Cabeça
Gênero: Drama
Duração: 108 min.
Lançamento (Brasil): 1983
Estúdio:
Distribuição: Embrafilme
Direção: Paulo Thiago
Roteiro: Paulo Thiago
Produção: Morena Produções de Arte, Encontro Produções Cinematográficas, Skylight Cinema e Embrafilme
Fotografia: Antônio Penido
Direção de arte: Joaquim Vaz de Carvalho
Figurino: Carlos Pietro
Edição: Gilberto Santeiro

Elenco:

Nuno Leal Maia
Christiane Torloni
Zezé Motta
Xuxa Lopes
Jece Valadão
Thereza Rachel
Jofre Soares
Chico Diaz
Hugo Carvana
Maria Sílvia
Nildo Parente
Wilson Grey
Maurício do Valle
Djenane Machado
Léa Garcia
Álvaro Freire

Zezé em Águia na Cabeça 1984

180 181

182

photo-34

photo-38

07.03.2014


Zezé Motta: Samba enredo!

Em 1989 Zezé Motta foi homenageada com o enredo: Zezé, um canto de amor e raça, pela escola de samba Arrastão de Cascadura, que desfilava na Marques de Sapucaí pelo grupo A. Confira o samba que diz: “É Zezé nos braços da multidão…” http://www.ouvirmusica.com.br/arrastao-de-cascadura/1755851/#mais-acessadas/1755851

Zezé Motta homenageada pela Arrastão de Cascadura em 1989

06.03.2014


Na década de 80, Zezé Motta se apresentou no Carnegie Hall de Nova York (EUA)

Zezé Motta carnegie hall

04.03.2014


De José Roberto Nascimento para Zezé!

Mãe África, ventre fértil do mundo,
meu sentimento profundo de amor por você.
nos deu origem amamos a sua grandeza,
a força da natureza Zezé Motta África ê

Algo mais, muito mais é o seu todo,
das vestes ao contexto interior.
seu corpo é esplendor cheio de viço,
os poros do seu corpo emana amor.

Boca viçosa perfumada e doce,
deusa do ébano, afra encantada.
Da magestade de uma rainha afra,
boca de mirra, para ser beijada.

Zezé, sua voz seu corpo negro,
tem encanto, feitiço e magia.
Essência plangente da Mãe África,
seu canto negro floresce na Bahia.

Você é o céu enluarado,
que dá as noites a claridade do dia.
É o sol que incandeia e vivifica,
você é amor, meiguice raça e poesia.

Zezé Motta

 

04.03.2014


Zezé Motta no Shopping Caxias #SESC

Zezé Motta Show Divina Saudade SESC Caxias

24.02.2014