#Cabelos #Negritude

Na minha adolescência, eu me achava muito feia porque minhas colegas me diziam que meu nariz era chato, meu cabelo era ruim e minha bunda era grande. Sofria com isso. Passei por um processo de tentativa de embranquecimento, comecei a alisar o cabelo e usava peruca chanel. Meu sonho era juntar dinheiro para fazer uma cirurgia no nariz e afiná-lo. Pensei em diminuir o bumbum para ser aceita. Só comecei a me aceitar em 1969, quando tinha 25 anos e viajei para os Estados Unidos. Via negros lindos na rua, com cabelos black power lindíssimos. Essa viagem foi muito importante para mim. Me enfiei embaixo do chuveiro e parei de alisar o cabelo. Não é nenhuma crítica a quem prefere cabelo liso, o ruim é a negação das características.”

Zezé Motta

16.09.2013


#80 | “Nós somos as cantoras do rádio!”

Programa de Televisão

16.09.2013


#Nudez | Retratos da minha vida…

Zezé Motta

Outro aspecto da minha vida que incomodava no início, era o fato de eu ser símbolo sexual. Eles achavam que meu reconhecimento artístico não podia se dar por aí. Mas eu não investia nisso, era uma circunstância natural eu estar sempre nua no cinema.

Isso quem dizia era o Domingos de Oliveira: Zezé, mesmo quando eu te vejo vestida, tenho a sensação de que você está nua. O Nelson Motta, que é meu compadre – sou madrinha da filha dele com a Marília, a Nina Morena – diz que os diretores não pediam para eu tirar a roupa, eu que já ia tirando. Batia a claquete, eu baixava a alça do sutiã!…

A verdade é que eu sempre tive uma relação tranqüila com a nudez, apesar de ter estudado em colégio interno onde o corpo era tabu. Tanto que a primeira coisa que fiz quando saí de lá foi
tirar a roupa. Calma, eu explico. É que o apartamento que meus pais foram morar, no Leblon, era no último andar e no verão aquilo virava um forno. Quer dizer, eu ficava costurando com a minha mãe só de calcinha. Aí, quando o meu irmão estava para chegar, ela mandava eu me vestir. Eu dizia: Ué, basta ele me olhar com olhos de irmão!

16.09.2013


#Carinho | No camarim…

Recebendo o carinho da minha filha Carla, minutos após o show, ontem no Rival! Adorei a homenagem e participar do Boteco, a festa foi linda. O registro abaixo é do Vinícius Belo. Não é linda a Carla?

Zezé Motta e sua filha Carla Barbosa

16.09.2013


Festa Boteco! #ZezeMotta #Mpb #RivalPetrobras

Homenagem! Festa Boteco! #ZezeMotta #Mpb #RivalPetrobras

16.09.2013


Zezé Motta recebe homenagem em festa de samba

Zezé Motta 175098 175099

Em sua 7ª edição, o evento Boteco A Festa, reuniu centenas de pessoas no Teatro Rival, no Centro do Rio, na noite de sábado (14).
Reverenciando o samba com bom gosto e criatividade, o evento prestou uma homenagem à Zezé Motta, que apresentou um set dos seus maiores sucessos no samba.
Decoração, iluminação, performances de atores representando figuras lendárias da Lapa antiga artes plásticas e dançarinos de gafieira deram o tom ao evento que, além das apresentações ao vivo da homenageada, teve roda de chorinho com o grupo Chororosambô, além do samba de raiz com o Grupo Luminosidade.

16.09.2013