Zezé Motta participa do Fórum “Onde estão os negros no serviço público?”

Apresentação Artística Zezé Motta Zezé Motta Fórum Onde Estão os Negros no Serviço Público

O Fórum “Onde estão os negros no serviço público?” é um convite a refletir o papel do Estado no combate ao racismo. Trazendo para a pauta pública a urgência do debate sobre ações afirmativas e medidas na gestão pública para a garantia da participação efetiva dos negros nos espaços de poder e em todas as esferas do Setor Público. 

 Profissionais públicos, políticos e intelectuais debatem coletivamente o passado, presente e o futuro das pessoas negras na gestão pública brasileira.

 A pluralidade e a diversidade são ricas e efetivas e têm potencial de construir governos melhores. Quando pessoas negras se movimentam, toda a sociedade se movimenta positivamente também.

Qual a importância da diversidade nas pastas estruturais do Governo?

Participe do evento para discutir a relação entre diversidade e elaboração de políticas públicas efetivas.

Nesta quarta-feira (25/11) o Fórum contará com a contribuição de profissionais públicos, intelectuais e artistas negros, entre eles @zezemotta, o senador @paulopaimsenador e a promotora @liviasantanavaz.

Confira todos os convidados e a programação: https://www.negrosnoservicopublico.com/f%C3%B3rum

Haverá emissão de certificado e a língua de Libras!

25.11.2020


Bem felina para o filme ‘A Serpente’, de Nelson Rodrigues, ano 1992

Zezé Motta em A Serpente 1992

25.11.2020


Parabéns Taís Araújo

A Taís Araújo está na minha vida desde os anos 90. São 03 décadas de convivência, de carinho e admiração mútua. Em todo esse tempo eu pude acompanhar cada passo, cada conquista e vitória, pude ver de perto a mulher incrível que ela se tornou. Mãe, esposa, atriz, ativista, amiga, filha, e por aí vai… Taís é mil em uma. Hoje é o dia dela, feliz aniversário minha amada, te amo, beijos saudosos, axé, Zezé Motta.

Zezé Motta e Tais Araujo

Zezé Motta e Tais Araujo

25.11.2020


Zezé Motta participa do Conversa com Bial

21.11.2020


Zezé Motta é homenageada pela coluna Ancelmo Gois, no Jornal O Globo

20.11.2020


Xica da Silva é o tema da terceira coleção digital do CPT_SESC

O Centro de Pesquisa Teatral do Sesc São Paulo –  CPT_SESC disponibiliza, na plataforma Sesc Digital, as Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC com itens do acervo de encenações do CPT. São imagens de figurinos, peças gráficas e outros itens que recontam a história dos espetáculos.

Desde de 16 de novembro, o público pode conferir a coleção de Xica da Silva, peça que esteve em cartaz em 1988, ano do centenário da abolição da escravatura no Brasil. Protagonizada pela atriz Dirce Thomaz, a peça foi fundamental na trajetória e evolução do grupo com o uso da cenografia como elemento narrativo, mais do que simples recriação realista de um espaço, era parte efetiva na criação de significados no relacionamento com atores e texto.

Com texto de Luís Alberto de Abreu e cenário e figurino de JC Serroni, a peça narra a vida de Francisca da Silva de Oliveira, a Xica da Silva, uma mulher ex-escravizada que atingiu posição de destaque na alta sociedade mineira durante o apogeu da exploração de diamantes, na segunda metade do século XVIII.

A coleção digital de Xica da Silva junta-se a outras duas, que permanecem online para serem visitadas a qualquer instante no Sesc digital. A primeira, lançada em setembro, é A Pedra do Reino (2006), sobre a encenação de Antunes e do grupo Macunaíma, com base na obra de Ariano Suassuna. Em outubro, foi disponibilizada mostra sobre A Hora e vez de Augusto Matraga (1986), baseada em conto de Guimarães Rosa. A peça marcou o encontro de Antunes com Raul Cortez e foi definida pelo ator como um marco em sua carreira.

Debate

No dia 24 de novembro, terça-feira, às 18h, acontece um debate online sobre o texto de Xica da Silva. O encontro reúne duas atrizes que interpretaram a personagem principal – Dirce Thomaz no teatro, e Zezé Motta, no filme homônimo de 1976, dirigido por Cacá Diegues. A mediação é de Kelly Adriano (Doutora em Ciências Sociais e Gerente Adjunta de Ação Cultural do Sesc São Paulo) e poderá ser acompanhado no canal youtube.com/cpt_sesc. O evento faz parte do Círculo de Debates – Memória, Acervo e Pesquisa, realizado a cada lançamento de coleção na Plataforma Sesc Digital, e traz pessoas do teatro, pesquisadores e envolvidos nos espetáculos ou áreas correlatas às obras originais para falar sobre as montagens e suas memórias.

Sobre as Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC  

A guarda do acervo de figurinos e demais documentos do CPT – Centro de Pesquisa Teatral do Sesc – integra as ações do Sesc Memórias, criado em 2006 para reunir, sistematizar e disponibilizar a documentação produzida e/ou acumulada pelo Sesc São Paulo, com o propósito de preservar seu patrimônio histórico e disseminar sua memória institucional.

As Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC trazem ao público seleções dos figurinos e outros itens de peças encenadas pelo CPT em seus 38 anos de trajetória. Um minucioso trabalho de pesquisa possibilitou a recomposição e restauro de 150 trajes cênicos compostos por 470 itens, de 12 espetáculos: A hora e vez de Augusto Matraga, Antígona, Foi Carmen, Fragmentos Troianos, Gilgamesh, Medeia, Medeia 2, Nossa Cidade, Toda Nudez Será Castigada, Trono de Sangue, Pedra do Reino, Vereda da Salvação e Xica da Silva. Em seguida, os figurinos foram registrados pelo fotógrafo Bob Souza, fotos essas que são hoje o fio condutor das Coleções.

Serviço

XICA DA SILVA – Coleções e Acervos Históricos do CPT_SESC
[disponível na plataforma Sesc Digital]

Figurinos, objetos de cena, materiais gráficos em coleção digital que apresenta o acervo do espetáculo Xica da Silva, montado em 1988 pelo CPT, com direção de Antunes Filho.

24/11 – Círculo de Debates – Memória, Acervo e Pesquisa – Xica da Silva
Com Dirce Thomaz e Zezé Motta (mediação Kelly Adriano)
Às 18h, em youtube.com/cptsesc

Confira a programação completa em www.sescsp.org.br/cpt e nas redes sociais:
instagram.com/cptsesc
facebook.com/cptsesc
twitter.com/cptsesc
youtube.com/cptsesc

18.11.2020