Conheça as Bonecas Africanas Ahosis do Instituto Onikoja

 

O “Instituto Onikoja” é uma Instituição, sem fins lucrativos que “nasceu” comprometido com a promoção da cultura e do diálogo social; com o apoio e fomento ao diálogo inter religioso e com a preservação do patrimônio ético e simbólico de Matriz Africana.

O então Projeto foi gestado em um solo sagrado, no espaço de uma comunidade-terreiro – o Humpame Kuban Bewa Lemin, iniciando suas ações sócio culturais em conjunto com a casa religiosa no ano de 2000 e, ao longo desses 18 anos, vem pautando tais ações no acolhimento de todas e todos, indistintamente, em todas as suas diferenças e para todos os credos, estabelecendo espaços de cooperação.

Nesse sentido buscou-se a convivência com base no trabalho comum, compartilhado, baseado na valorização das capacidades individuais em prol de objetivos coletivos.

As ações sócio culturais hoje desenvolvidas pelo Instituto Onikoja levaram à Comunidade Terreiro (sua então Instituição Mantenedora) a ser selecionada (por edital no ano de 2014) como Ponto de Cultura do Estado do RJ.

14.07.2020


Zezé Motta homenageia o centenário de Elizeth Cardoso com o projeto Sesc ao Vivo

Para levar muita música brasileira até sua casa, o Sesc SP promove a série Sesc Ao Vivo, que transmite lives de grandes artistas!

16/7, quinta-feira |  Zezé Motta canta Elizeth Cardoso

No dia em que a cantora Elizeth Cardoso (1920-1990) completaria 100 anos, a atriz e cantora Zezé Motta presta uma homenagem a essa grande personagem considerada a Primeira Dama da nossa música popular.

14.07.2020


Zezé Motta ganha caricatura de Julian Carlo Fagotti

Caricatura de Zezé Motta por Julian Carlo Fagotti

Caricatura de Zezé Motta por Julian Carlo Fagotti

14.07.2020


Divas do Samba: Carmen Costa, Zezé Motta, Áurea Martins e Dona Ivone Lara

Carmen Costa, Zezé Motta, Áurea Martins e Dona Ivone Lara | Foto: Ierê

Carmen Costa, Zezé Motta, Áurea Martins e Dona Ivone Lara | Foto: Ierê

10.07.2020


Zezé Motta é presença confirmada na Balada Literária 2020

zezé motta na balada literária

 

A Balada Literária já tem data para acontecer e promete reunir importantes nomes da cultura. Nesta edição, a quarta em Teresina, o evento ocorrerá nos dias 24 e 25 de agosto, de forma virtual, pelo canal Balada Litherária-PI no YouTube, segundo Wellington Soares, curador da Balada no estado.

Em 2020, a Balada homenageia o cineasta Douglas Machado, diretor de Cipriano, primeiro longa-metragem da história do cinema piauiense, e a escritora paulista Geni Guimarães, vencedora do Prêmio Jabuti em 1990 com o livro A cor da ternura.

Dentre as atrações nacionais, participarão este ano a filósofa Márcia Tiburi, em um bate-papo sobre “cultura em tempos de ódio e fascismo”; o escritor e roteirista Marçal Aquino, discutindo o “futuro do cinema brasileiro daqui pra frente”; a professora Geni Guimarães, dialogando sobre “a cor da ternura na poesia negra”; e, por fim, a atriz e cantora Zezé Motta, proseando sobre “a imagem do cinema nacional”.

No time dos anfitriões, destaque para o cineasta Douglas Machado, homenageado local do evento, que marcará presença na conversa sobre “20 anos de Cipriano e uma vida de cinema”, e para Danilo Carvalho (artista visual), Karla Holanda (professora) e Juscelino Ribeiro (jornalista) que trocarão ideias, em mesa-redonda, a respeito das “produções e os desafios do cinema piauiense”.

A representação musical fica por conta de dois nomes irreverentes da nossa cena artística: Moisés Chaves e a banda Bia e os Becks.

09.07.2020


Zezé Motta em colagem de Xica da Silva

Zezé Motta Xica da Silva Colagem

Homenagem de Clara Clarice, para Zezé Motta, do Colagens Foda.

09.07.2020