Especial “Zezé Motta – Mulher Negra” vai celebrar Tereza de Benguela e o Dia da Mulher Afro-Latina-Americana e Caribenha

Especial Zezé Motta Mulher Negra

 

O Dia 25 de Julho é uma data para trazer à memória de todos nós a luta das mulheres negras latino-americanas e caribenhas para uma sociedade mais justa. É um dia especial para relembrar a história de Tereza de Benguela. No Brasil, no dia 02 de junho de 2014, foi sancionada a Lei que institui o Dia da Mulher Negra, em homenagem à grande líder quilombola – fruto de intensa mobilização dos movimentos de mulheres negras brasileiras. Zezé Motta, ícone negro da cultura brasileira, promete não deixar a data passar despercebida. Neste 25 de julho, realiza às 17h o especial “Zezé Motta – Mulher Negra”, que será transmitido no canal L!Ke (530 da Claro – 500 da Claro NET), e pelo canal oficial do Teatro Bradesco no Youtube (aqui).

Na apresentação musical da atriz-cantora, músicas consagradas como “Magrelinha” de Luiz Melodia, e “Tigresa” de Caetano Veloso. Zezé vai estar acompanhada da maestrina Claudia Elizeu, e este ano uma novidade, seu pocket-show vai contar com a participação especial da jovem cantora Malía. Nascida na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, Malía tem 21 anos e começou a carreira em um coletivo no bairro de Madureira, como a forte voz feminina na afirmação da música urbana, no R&B e hip hop. Já foi uma das grandes atrações do Rock in Rio e teve algumas de suas músicas incluídas nas trilhas sonoras de novelas da Globo. Seu álbum “Escuta”, atingiu 8 milhões de streams no Spotify.

A apresentação será de Luana Xavier – atriz, apresentadora, influenciadora digital e ativista em prol do povo preto -, e Rafaela Pinah – Mulher trans negra, pesquisadora de tendências, colunista e diretora criativa do Coolhunter Favela. O especial trará ainda depoimentos de mulheres pretas como as atrizes Cris Vianna, Elisa Lucinda, Indira Nascimento, a cantora Iza, a escritora Conceição Evaristo, a filósofa Djamila Ribeiro e a ex-BBB Camilla de Lucas. A gravação vai acontecer no coração de Santa Teresa, em um dos lugares mais charmosos da Cidade Maravilhosa, o Chez Georges Rio, com uma vista única do mar e do Pão de Açúcar. Seu estilo é único e considerado modernista brutalista, fazendo uso de grandes arcos, concreto e madeiras de lei.

Com mais de 50 anos de carreira, Zezé Motta é a típica mulher da pele preta que se tornou figura respeitada na música, televisão e cinema, venceu o preconceito, quebrou paradigmas e desde os anos 70 vem usando seu espaço na mídia para denunciar, lutar e reivindicar a questão do negro. Com seu canto de luta e resistência, Zezé é a estrela principal do especial que contará com roteiro e direção de Yasmin Thayná. Criadora do Afrolix, plataforma que reúne produções de artistas negros, Yasmin foi vencedora do “Oscar africano” pelo curta ‘’Kbela”, foi considerada pela Forbes em 2021 como um dos 90 nomes brasileiros abaixo de 30 anos mais brilhantes em sua área de atuação.

É difícil fazer arte no Brasil, de um modo geral, mas para a mulher negra é mais difícil ainda. A minha questão sempre foi com a justiça. Vejo este especial como uma grande homenagem, elas são importantes porque significam o reconhecimento de uma batalha para construir uma carreira. Iniciar uma carreira em qualquer segmento é difícil e mantê-la é mais complicado, ainda mais com os conflitos que temos, sejam eles de gênero ou de cor. Quando as coisas começaram a dar certo pra mim, eu sempre me questionava, só que não possuía um discurso articulado, foi então que conheci Lélia Gonzalez, a partir daí ela virou minha guru, logo no primeiro dia que a conheci ela me disse: (Nós não temos tempos para lamúrias. Temos que arregaçar as mangas e virar esse jogo). E essa frase ficou definitiva na minha vida. Hoje não sofro com a discriminação racial, mas aproveito o espaço da mídia para denunciar, combater. E vejo isso como uma missão. Venho tentando virar esse jogo há mais de 50 anos”. Afirma Zezé Motta.

Todas as chefes de equipe, direção, roteiro, direção de fotografia, direção de arte e montagem são comandadas por mulheres negras. É muito importante que num dia como esse, o 25 de julho, a gente possa se celebrar de diversas formas. Inclusive criando juntas na frente e por trás das câmeras. A gente tá trabalhando para entregar um show muito especial com bate papo sobre autocuidado e estratégias para se manter vivas diante de tantos desafios. Eu sou uma mulher, negra, diretora e roteirista. Esse é o primeiro musical que dirijo no audiovisual. É meu sonho dirigir shows e experiências musicais nesse sentido.” Ressalta Yasmin Thayná, diretora artística do especial.

Atuando com assiduidade na televisão, no cinema e nos shows, e saudada como a mais importante atriz-cantora do país, Zezé Motta durante seus mais de 50 anos de carreira, rompe barreiras e coloca no centro da cena artística nacional as múltiplas dimensões do protagonismo feminino e negro em tela. O seu imenso talento e carreira inspiram atuais e futuras gerações de mulheres que lutam por expressão, espaço e oportunidade.

Solidariedade

Vice-presidente do Retiro dos Artistas, Zezé Motta engajará seu público para fazer doações à instituição através de um QR code que será disponibilizado na tela. O Retiro dos Artistas fez 100 anos e abriga a história viva da Cultura Brasileira, guardando uma rica história não só artística, mas social e assistencial. As doações que acontecerão simultaneamente à exibição, continuarão ao longo dos dias, a apresentação ficará disponível no YouTube do Teatro Bradesco.

A ação conta com patrocínio do Teatro Bradesco, Avon, Salon Line, Atacadão e Genera. A realização é da Entusiasmo e Entretenimento e Vinicius Belo Relações Públicas.

Bradesco e a Cultura

Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. Além do Teatro Bradesco, o banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. Assim como o Teatro Bradesco, muitas instituições e espaços culturais apoiados pelo banco promoveram ações para que o público possa continuar se entretendo – ainda que virtualmente – durante a pandemia da Covid-19. Em 2020, o banco lançou o Bradesco Cultura, plataforma digital que reúne conteúdo relacionado às iniciativas culturais que contam com o patrocínio da instituição. Visite em cultura.bradesco.

Opus Entretenimento

A Opus Entretenimento acredita no poder transformador da tríade cultura, conteúdo e experiência e, desde 1976, já trouxe ao Brasil grandes nomes nacionais e internacionais. Administradora de teatros pelo Brasil nas regiões Nordeste, Sul e Sudeste, também faz a gestão artística de grandes nomes da música e do entretenimento brasileiro.

Atacadão

Ocupando posição de destaque no cenário nacional, o Atacadão, maior rede atacadista do Brasil, está entre as melhores e maiores empresas do seu segmento no país. Uma rede com 234 lojas e 30 Atacados de Distribuição, todas as unidades estrategicamente localizadas. Um grande time, com mais de 60 mil colaboradores, treinados e capacitados para oferecer o melhor atendimento.

Genera

A Genera é o primeiro laboratório de genética do Brasil a oferecer uma plataforma de testes de ancestralidade e de saúde personalizada. Desde 2010 investimos em pesquisas e desenvolvimento para cumprir nossa missão de tornar os testes genéticos mais acessíveis à população e promover o bem-estar a partir do autoconhecimento.

Salon Line

A Salon Line, uma das maiores fabricantes de cosméticos do Brasil, há mais de 15 anos acompanha a evolução da mulher brasileira. Toda essa vivência fez da empresa uma profunda conhecedora do universo feminino. Sua atuação no mercado, através de marcas líderes e respeitadas, proporcionou a criação de um portfólio completo em diversos segmentos da beleza tais como: transformação, coloração, shampoos, condicionadores, tratamento para cabelos e produtos depilatórios, com a marca Depy Line. A empresa está sempre investindo em novas tecnologias e produtos, para oferecer aos clientes, consumidores e profissionais da área o que há de melhor no segmento cosmético mundial. Empresa 100% Nacional, sem testes em animais e que tem como objetivo especializar-se na beleza das mulheres brasileiras.

 

Serviço:

Especial Zezé Motta – Mulher Negra

Data: 25 de julho (domingo)

Horário: Às 17h

Onde: Canal L!ke (530 da Claro – 500 da Claro NET), e Canal Teatro Bradesco (Youtube)

Roteiro e direção: Yasmin Thayná

Apresentação: Luana Xavier e Rafaela Pinah

Apresentação musical: Zezé Motta e Malía

Piano: Claudia Elizeu

Diretora de Arte: Jéssica Senra

Diretora de Fotografia: Suelen Menezes

Realização: Entusiasmo Entretenimento e Vinicius Belo Relações Públicas

20.07.2021


Zezé Motta é capa da Revista Raça – Julho/2021

Zezé Motta na capa da Revista Raça

12.07.2021


Filme “Doutor Gama” tem participação de Zezé Motta e data de estreia nos cinemas

Zezé Motta em Doutor Gama, Filme de Jeferson De. Foto de Pedro Iglesias Amaral

Zezé Motta em Doutor Gama, Filme de Jeferson De. | Foto: Pedro Iglesias Amaral

Em 21 de junho de 1830, nascia Luiz Gama, advogado considerado herói nacional por seu ativismo abolicionista no século 19. Em 2021, ele ganha homenagem em filme dirigido por Jeferson De (“M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, “Correndo Atrás”, “Bróder”). “Doutor Gama” chega aos cinemas no dia 29 de julho e busca evidenciar a história deste nome para um Brasil.

Filho de uma africana liberta (Isabél Zuaa) e de um descendente português, Luiz Gama (César Mello) foi vendido aos 10 anos de idade por seu pai, para mercadores de homens escravizados e mandado para São Paulo. Na cidade, ele consegue a alforria ainda adolescente e aprende a ler de forma autodidata. Este interesse pela leitura abre diversas portas para o desenvolvimento do homem que se tornaria.

Ao longo de sua vida, Gama alforriou, por vias judiciais, centenas de vítimas da escravidão. Ele fazia uso das leis com conhecimento e precisão por meio de um documento que autorizava a prática do direito, dada pelo Poder Judiciário do Império. Sua missão era libertar e garantir o direito de pessoas em condições de escravidão, e exigir que as leis existentes no país fossem aplicadas.

No elenco, além de César Mello e Isabél Zuaa, estão Zezé Motta, Johnny Massaro, Mariana Nunes, Romeu Evaristo, Sidney Santiago, Dani Ornellas, Erom Cordeiro, Nelson Baskerville.

30.06.2021


‘Juntos a Magia Acontece’ ganha Leão de Ouro em Cannes

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Neuza (Zezé Motta), Orlando ( Milton Gonçalves ) e a autora Cleissa Regina Martins | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta e Camila Pitanga em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta e Camila Pitanga em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta e Milton Ginçalves em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta e Milton Ginçalves em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota. TVG_20191024 EA Juntos a Magia Acontece 14

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota | Juntos a Magia Acontece

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota | Juntos a Magia Acontece

Zezé Motta, Fabricio Boliveira, Luciano Quirino, Camila Pitanga, Milton Gonçalvez, e Gabriely Mota | Juntos a Magia Acontece

Zezé Motta em Juntos A Magia Acontece | Foto: Estevam Avellar

A Globo, a Coca-Cola e a agência WMcCann ganharam nesta quarta-feira (23) o Leão de Ouro, na categoria Entretenimento, no Festival de Cannes, o principal prêmio do mercado publicitário do mundo. A conquista veio com o especial de Natal “Juntos a Magia Acontece”, que conta a história de um Papai Noel negro.

O especial foi ao ar no Natal de 2019 e conta a história de uma família Santos, com elenco formado majoritariamente por atores negros. Milton Gonçalves interpreta seu Orlando, casado com Neusa, vivida por Zezé Motta. Deprimido pela morte repentina da mulher, em pleno mês de dezembro, ele se candidata a uma vaga de Papai Noel num shopping, mas é recusado.

Mas a netinha, Letícia, interpretada por Gabriely Mota, bola um plano: propõe ao avô que saia distribuindo presentes para a vizinhança, nas vésperas do Natal. E toda a família Santos apoia a ideia.

“Juntos a Magia Acontece” foi concebido e produzido pela Globo. O especial foi criado e escrito por Cleissa Regina Martins, com supervisão de texto de George Moura e direção artística de Maria de Médicis.

 

24.06.2021


Zezé Motta por Fernando Torquatto

Zezé Motta. Foto Fernando Torquatto

Zezé Motta. Foto Fernando Torquatto

12.06.2021


Zezé Motta no filme 4×100 – Correndo Por um Sonho

Zezé Motta no filme 4x100 - Correndo Por um Sonho

Zezé Motta no filme 4x100 - Correndo Por um Sonho

Zezé Motta no filme 4x100 - Correndo Por um Sonho

Zezé Motta no filme 4x100 - Correndo Por um Sonho

4×100 – Correndo por um Sonho, filme com Thalita Carauta, foi  filmado antes da pandemia e chega dia 24 de junho nos cinemas. O filme conta ainda com os atores Augusto Madeira, Fernanda de Freitas, Zezé Motta e Kauê Telloli no elenco.

Após uma derrota no mundial de revezamento 4×100 marcar para sempre as vidas das atletas. Anos depois, Maria Lúcia, a culpada pela eliminação, segue brilhando no atletismo e na mídia, enquanto Adriana, que trabalhou duro na competição, vive frustrada de pequenas lutas de MMA. Agora, elas têm uma nova chance de reescrever suas histórias. Será que essa dupla conseguirá deixar suas desavenças de lado pelo grupo e provar que o atletismo feminino segue mais forte do que nunca?

O produtor Caio Gullane revela o porquê de apostar no atletismo: “Enxergamos uma grande potência narrativa pelo fato do 4×100 – Correndo por um Sonho ser uma das poucas categorias dessa modalidade esportiva que requer uma equipe muito unida e sincronizada e, para além, que conta com a passagem de bastão por todas as integrantes da equipe. Entendemos que esse ato em si, da passagem, acaba sendo muito cinematográfico: a necessidade de se trabalhar em grupo para alcançar o objetivo final. É bastante simbólico e há um espelhamento das características dessa categoria na própria dramaturgia: as protagonistas são guiadas por essa necessidade de deixar as diferenças de lado e se juntarem para ir atrás de um sonho em comum”.

Sabe quando você deseja atingir uma meta, quando toda a tensão se acumula antes da largada? O que mais une as pessoas: uma tragédia ou um sonho? Embarque nesse clima pré-competição no trailer (acima). O mesmo clima que domina os bastidores dos treinos das atletas Adriana (Thalita Carauta), Maria Lúcia (Fernanda Freitas), Rita (Roberta Alonso), Bia (Priscila Steinman) e Jaciara (Cintia Rosa). Nas Olimpíadas do Rio, elas perderam a chance de conquistar a medalha de ouro. E agora, anos depois, em Tóquio, como será?

Retomar os treinos não será fácil. A relação de Adriana e Lúcia está abalada, e cada uma segue uma trajetória diferente. Mas um novo desafio, a competição de 2021, em Tóquio, as reúne, frente a frente, para tentar provar que o sonho é mais forte que a tragédia. O filme retrata sonhos compartilhados entre um grupo de mulheres que dedicam sua vida ao esporte.

O produtor Caio Gullane revela o porquê de apostar no atletismo: “Enxergamos uma grande potência narrativa pelo fato do 4×100 ser uma das poucas categorias dessa modalidade esportiva que requer uma equipe muito unida e sincronizada e, para além, que conta com a passagem de bastão por todas as integrantes da equipe. Entendemos que esse ato em si, da passagem, acaba sendo muito cinematográfico: a necessidade de se trabalhar em grupo para alcançar o objetivo final. É bastante simbólico e há um espelhamento das características dessa categoria na própria dramaturgia: as protagonistas são guiadas por essa necessidade de deixar as diferenças de lado e se juntarem para ir atrás de um sonho em comum”.

A direção é de Tomas Portella, que já assinou como diretor os longas “Qualquer Gato Vira-Lata” (2011) e “Desculpe o Transtorno” (2016) e foi diretor assistente nas produções “O Incrível Hulk” (2008) e “Meu Nome não é Johnny” (2008). A atriz Roberta Alonso assina também o argumento e é coprodutora. O filme conta ainda com os atores Augusto Madeira e Kauê Telloli no elenco. O longa-metragem é uma produção da Gullane, com coprodução da Globo Filmes, do Telecine e da RAM, e distribuição da Imovision.

Sinopse

Uma derrota do time de revezamento 4×100 nas Olimpíadas do Rio marca para sempre as vidas das atletas. Anos depois, Maria Lúcia, a culpada pela eliminação, segue brilhando no atletismo e na mídia, enquanto Adriana, que trabalhou duro na competição, vive frustrada de pequenas lutas de MMA. Agora, elas têm uma nova chance de reescrever suas histórias. Será que essa dupla conseguirá deixar suas desavenças de lado pelo grupo e provar que o atletismo feminino segue mais forte do que nunca?

Elenco: Thalita Carauta (Adriana), Fernanda de Freitas (Maria Lúcia), Roberta Alonso (Rita), Priscila Steinman (Bia), Cintia Rosa (Jaciara), Augusto Madeira (Victor) e Kauê Telloli (Caio)

Ficha técnica

Roteiro: Carlos Cortez, Caroline Fioratti, Juliana Soares, L.G. Bayão, Mauro Lima e Tomas Portella

Direção: Tomas Portella

Direção de Fotografia: Pedro J. Márquez

Direção de Arte: Claudio Amaral Peixoto

Montagem: Bruno Lasevicius

Direção de Produção: Fernando Lira

Produção de Elenco: Alessandra Tosi

Figurino: Gabriela Campos

Caracterização: Patrícia Martinelli

Música Original: Supersonica

Som Direto: Luciano Raposo

Supervisão de Som e Mixagem: Miriam Biderman

Desenho de Som e Mixagem: Ricardo Reis, ABC

Supervisão de Efeitos Visuais: Eduardo Schaal, Guilherme Ramalho e Hugo Gurgel

Supervisão de Pós-produção: Patrícia Nelly

Produção Executiva: Ana Saito, Claudia Büschel, Daniela Antonelli Aun, Gabriela Tocchio, Pablo Torrecillas e Rodrigo Castellar

Produzido por: Caio Gullane, Fabiano Gullane, André Novis e Debora Ivanov

Coproduzido por: Roberta Alonso

Produtores Associados: José Alvarenga Jr., Paulo Vilhena e Jean Thomas Bernardini

Produção Associada: Imagens do Brasil

Coprodução: Globo Filmes, Telecine e RAM

Produção: Gullane

Distribuição Brasil: Imovision

Sobre a Gullane

A Gullane é uma das maiores produtoras e incentivadoras do mercado audiovisual brasileiro, além de uma das principais exportadoras de obras independentes. Fundada em 1996 pelos irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane, já soma em seu catálogo mais de 50 filmes lançados com destaque no cinema nacional e no exterior e 30 séries para televisão e plataformas digitais.

Entre os filmes e séries de destaque estão “Carandiru”, “Bicho de Sete Cabeças”, “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”; a franquia “Até que a Sorte nos Separe”; “Que Horas ela Volta?”, “Como Nossos Pais”, “Bingo – o Rei das Manhãs”; as séries “Alice” e “Hard” (HBO), “Unidade Básica – 1a e 2a temporada” (Universal Canal), “Carcereiros” (Globoplay), “Irmãos Freitas” (Space e Amazon Prime), “Ninguém Tá Olhando” e “Boca a Boca” (Netflix). Já coleciona mais de 500 prêmios e seleções em importantes festivais de cinema e televisão do Brasil e do mundo como Mostra de Cinema, Festival do Rio, Cannes, Veneza, Berlim, Sundance, Toronto, MIPTV e Emmy.

Sobre a Globo Filmes

Criada em 1998, a Globo Filmes atua como coprodutora de conteúdo multiplataforma com o propósito de fortalecer a indústria audiovisual nacional. Participou de mais de 300 filmes, levando ao público o que há de melhor do cinema brasileiro. Comédias, romances, documentários, infantis, dramas, aventuras: a aposta é na diversidade de obras que valorizem a cultura brasileira.

Fazem parte de sua filmografia recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores –, sucessos de crítica como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, até longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes.

Sobre o Telecine

Telecine é um hub de cinema. Joint venture da Globo e dos maiores estúdios de Hollywood, reúne mais de 2000 filmes, dos mais variados gêneros, selecionados a partir de uma curadoria especializada e comprometida, que alia tecnologia e inovação para promover a melhor experiência. Pela internet, a plataforma de streaming é a única dedicada exclusivamente ao cinema. Lançamentos exclusivos e clássicos de grandes estúdios de Hollywood, nacionais e do mercado independente compõem o acervo mais completo de filmes. Líder de audiência na TV paga no Brasil, reúne em seis canais lineares segmentados por gêneros as produções que o público quer ver. Pela internet ou na TV, Telecine proporciona o seu momento cinema quando e onde você quiser. Acesse telecine.com.br.

Sobre a Imovision

Presente no Brasil há 30 anos, a Imovision vem se consolidando como uma das maiores incentivadoras do melhor cinema mundial na América Latina, tendo lançado mais de 500 filmes no Brasil. Criada pelo empresário Jean Thomas Bernardini, a distribuidora tem em seu catálogo, realizações de consagrados diretores estrangeiros e brasileiros, e filmes premiados nos mais prestigiados festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza e Berlim. Mantendo seu foco em títulos de qualidade, a Imovision fortificou o cinema francês no Brasil e foi a responsável por introduzir cinematografias raras e movimentos internacionais expressivos no país, como o Movimento Dogma 95 e o Cinema Iraniano.

 

04.06.2021