Zezé Motta esteve no Encontro com Fátima Bernardes.

Durante a edição da última sexta-feira (29) do “Encontro com Fátima Bernardes”, Zezé Motta, 70, relembrou do preconceito que sofreu durante a exibição da novela “Corpo a Corpo” (1984), onde formou par romântico com Marcos Paulo.

Na época, diversas ofensas racistas foram publicadas na imprensa. “Fizeram uma enquete e saiu em um jornal. Teve um homem que disse: ‘Será que o Marcos Paulo está precisando tanto de dinheiro para passar por essa humilhação para beijar essa negra feia?'”, disse a atriz. “Um outro escreveu: ‘Se eu tivesse que beijar essa negra horrorosa, eu chegaria em casa e lavaria a minha boca com água sanitária'”, completou ela.

Zezé também lembrou que essas opiniões deixaram todos “muito chocados”. Em seguida, ela contou que faz parte do Movimento Negro há quase 40 anos e que “a luta continua, porque ainda temos esse tipo de atitude racista”, finalizou. Atualmente, a atriz vive a Sebastiana em “Boogie Oogie”.

Zezé Motta no Encontro com Fátima Bernardes

Zezé Motta no Encontro com Fátima Bernardes

 

Zezé Motta relembra preconceito por causa de personagem